domingo, 1 de março de 2009

Gelatina...

Quem me conhece e me consulta sobre alimentação, sabe que eu sou completamente fã de gelatina e que a aconselho a toda a gente!

De todas as formas, cores e feitios! A lanches, sobremesa, após a natação ou antes da praia...cada pessoa é um caso mas gelatina aconselho a quase toda a gente!

Há quem não entenda, ache estranho, mas quando começam a ver resultados a opinião muda...

Assim....
Enquanto há uns anos era conhecida por prevenir a celulite, proteger as unhas e fortalecer os cabelos. Durante os anos em que todos tínhamos medo da BSE e das suas forma de transmissão, passou a ser ignorada e rejeitada.
No entanto, após realização de vários estudos a respeito deste produto e informação sobre a sua forma de processamento industrial, voltou a ser defendida!

A gelatina é extraída do colagénio, especialmente do bovino.
É composta praticamente por aminoácidos (AA), que ajudam na síntese e na renovação do colagénio no nosso organismo. Dos aminoácidos indispensáveis para o organismo, dez precisam ser adquiridos através da alimentação (aminoácidos essenciais) porque o nosso metabolismo não consegue sintetizá-los, a gelatina possui nove tipos deles, faltando apenas o triptofano (precursor da serotonina), o neurotransmissor que nos deixa feliz.


Enumerando algumas das características que tanto defendo:

A gelatina produz sensação de saciedade…isto porque se liga a uma grande quantidade de água, o que ajuda a dar sensação de saciedade e retarda o esvaziamento do estômago.

A gelatina faz bem aos ossos, cartilagens e articulações, que são formados por colagénio acrescido de minerais. O colagénio reforça os tendões e ligamentos que unem os músculos aos ossos. A gelatina ajuda na nutrição destes tecidos, mantendo a hidratação e integridade das articulações, desempenhando assim um papel importante na prevenção e no tratamento de dores articulares, artrose e osteoporose.

Quando se perde peso comer gelatina evita a pele flácida que poderá resultar da perda de peso, isto porque, a gelatina é a maior fonte alimentar de aminoácidos que ajudam a estimular a síntese de colagénio no corpo. O consumo de gelatina durante o período de emagrecimento ajuda a manter a tonicidade e elasticidade da pele, prevenindo assim a flacidez.

Dificulta a absorção dos hidratos de carbono e das gorduras pelo estômago e pelos intestinos, auxiliando a redução dos níveis de colesterol no sangue, triglicéridos e controla a glicemia.

Não tem na sua composição gordura e apresenta uma percentagem reduzida de hidratos de carbono, no entanto é composta por cerca de 84 a 90% de proteína, 1 a 2% de sais minerais e 8 a 15% de água.

A gelatina promove também uma maior resistência física aos desportistas, não só pelo reforço das articulações e ossos, mas também pela sua percentagem de água, que ajuda a manutenção da hidratação.

A gelatina deixa as unhas mais fortes e os cabelos mais brilhantes, porque o colagénio é um dos nutrientes necessários à formação tanto do cabelo como das unhas. O colagénio é responsável pela cicatrização e regeneração dos tecidos. No caso das unhas e cabelos, o colagénio forma uma matriz onde minerais se fixam para deixá-los fortes, resistentes e brilhantes.

Ficam aqui apenas alguns dos motivos pelos quais eu aconselho a toda a gente este alimento simples, barato e no fundo tão completo!
...Para mim...Mágico!

3 comentários:

Paulo Gonçalves Marcos disse...

E não tem excesso de açucar que a possa tornar pouco adequada para perder peso?

Inês Gil Forte disse...

Para além da resposta que te dei...ainda podes comer gelatinha em folhas...good luck....

Maggy74 disse...

A Gelatina da Royal (que tem apenas 10Kcal) continua a ter as mesmas "vantagens" das outras gelatinas?